<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://draft.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d7414962\x26blogName\x3dFKS\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dLIGHT\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://fks.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://fks.blogspot.com/\x26vt\x3d-9144519409481819714', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

5.4.09

 

SAUDADES



  • 24.9.08

     

    Running mild


    Voltei a correr.
    E voltei a postar.
    Depois de dois anos, 10 quilos a mais e muitas pretensões a menos, estou correndo 3 vezes por semana. Correndo moderadamente, bem entendido.

    Espero que se torne um novo estilo de vida:

    2ª- 20min. de corrida + musculação
    3ª- 1500m. de natação
    4ª- 1h05min. de corrida
    5ª- 1500m. de natação
    6ª- 20min. de corrida + musculação
    sábado - descanso
    domingo - descanso

    Sei que está longe de ser uma rotina puxada, mas é isto que eu quero para o momento: uma rotina de treinos com DOIS dias de descanso por semana! E, ainda por cima, matar uns treininhos de vez em quando...

  • 28.2.08

     

    GRANDES CORRIDAS NO CINEMA parte I




    Rocky Balboa treinando em Nova Jersey, clássico.
    Muita qualidade na passada, quando ele acelera em frente ao navio.
    Parece eu no Gasômetro, só que com trilha sonora.

  • 14.8.07

     

    CORRER É DE DIREITA?


    Excelente e esclarecedora crônica de Diogo Mainardi:

    "Correr é de direita? Quem se perguntou isso foi o jornal Libération. Os franceses entendem do assunto. O conceito de direita e de esquerda foi criado por eles 200 anos atrás. Se eles dizem que correr é de direita, acredite: correr é de direita. Um especialista citado pelo jornal declarou que a corrida passa a idéia de desempenho e de individualismo, valores tradicionalmente associados à direita. Se o direitista corre, o esquerdista só pode andar. É outro jeito de analisar a história. Os monarquistas corriam. Os jacobinos andavam. Maria Antonieta corria. Robespierre andava.

    O que desencadeou a reportagem do Libération foi o fato de o presidente Nicolas Sarkozy ter o costume de correr. Pior: ele costuma correr com a camiseta do Departamento de Polícia de Nova York. Sarkozy é um representante da direita. Logo, correr é de direita. Descartes se orgulharia do rigor intelectual de seus compatriotas. Eu nunca li o Libération, um jornal de esquerda. Eu soube de sua inspiradora reportagem sobre o caráter reacionário da corrida por meio do Times, um jornal rigorosamente de direita. O artigo do Times foi publicado em 4 de julho. Naquele mesmo dia, decidi começar a correr. Se José Dirceu me classifica como o "agitador de todas as direitas do Brasil", só me resta correr. Como sofro de uma certa fraqueza ideológica, acabei adiando por mais de quatro semanas o início de minha atividade física. Na última quarta-feira, na falta de uma camiseta do Departamento de Polícia de Nova York, coloquei uma camiseta da Drogaria Pacheco e corri pela orla até o fim do Leblon. Descobri que o tornozelo inchado é de direita. A bolha no pé é de direita. O ácido láctico é de direita.

    A esquerda francesa pode contar com a ajuda da esquerda brasileira em sua grandiosa tarefa de redefinir os atributos dos dois campos políticos. Até outro dia, quando tinham de se posicionar ideologicamente, os petistas recorriam ao pobre Norberto Bobbio, abastardando um ou dois enunciados mais rasteiros de sua obra. Agora isso mudou. Para os propagandistas do PT, um direitista é aquele que arremessa ovos podres pela janela e surra empregadas domésticas. Por mais direitista que eu seja, segundo José Dirceu e seus amigos, ainda reluto em adotar a prática de arremessar ovos pela janela. Por outro lado, penso em surrar minha empregada sempre que ela se esquece de comprar manteiga no supermercado. Os repórteres esquerdistas que cobriram a última passeata contra Lula revelaram também que os direitistas só se referem ao presidente da República com termos grosseiros como "ca-cha-cei-ro" e "va-ga-bun-do". O esquerdista Luis Fernando Verissimo repete todas as semanas que os direitistas rejeitam Lula por ele ser um metalúrgico. Mais: um pau-de-arara. Rejeitar Lula seria uma forma de preconceito de classe. Eu gosto de ler o Verissimo porque ele me trata como um aristocrata. É como se eu, com toda a minha vira-latice, me tornasse momentaneamente um personagem de P.G. Wodehouse. Um Bertie Wooster. Corre, Diogo, corre."


    Diogo Mainardi
    Revista Veja
    Edição 2021
    15 de Agosto de 2007

  • 31.3.07

     

    AQUECIMENTO GLOBAL


    Sei que este Blog era para ser sobre corridas, mas a verdade é que eu não ando correndo muito.

    Resolvi então usar este espaço para questionar uma das unanimidades mais irritantes dos últimos tempos: "A ação da homem e da sociedade industrial está aquecendo o planeta."

    Existem muitos textos bons na internet que demonstram isto é uma MENTIRA DESLAVADA...

    Se você pesquisar por tópicos climatológicos, como:
    "Pequena idade do gelo"
    "Cracatoa e o inverno no Rio Grande do Sul"
    "Colônias Vikings na Groelândia"
    "Congelamento do Tâmisa no Século 16"
    Fica evidente que o clima na Terra sempre variou, muito antes da Revolução Industrial.

    Pra deixar claro minha posição, a verdade é que:
    !!!O AQUECIMENTO GLOBAL NÃO É PROVOCADO PELO HOMEM!!!

    O texto a seguir também é bastante esclarescedor.

    "AQUECIMENTO GLOBAL: UMA MENTIRA CONVENIENTE

    Primeiramente, é muito importante considerar que a Terra não é o único planeta do sistema solar que passa por um período de aquecimento. De fato, astrônomos anunciaram que Plutão tem experimentado um aquecimento global que, no caso, se trata de um fenômeno sazonal. Devemos recordar que é o Sol que determina as nossas estações e produz verdadeiramente o maior impacto nos climas planetários.

    Em Maio de 2006, um relatório revelou que ocorreu em Júpiter uma tempestade, semelhante a um furacão, que causou uma alteração climática no planeta com um aumento global da temperatura em 10 graus Celsius.

    A National Geographic News publicou um relatório onde afirma que a simultaneidade dos aumentos de temperatura na Terra e em Marte é uma indicação de um fenômeno climático natural. O relatório acrescenta que a NASA afirma que os mantos gelados de dióxido de carbono de Marte derreteram há poucos anos. Este fenômeno soa a algo familiar? Um observatório astronômico da Rússia declarou que "estes fatos observados em Marte são uma prova de que o aquecimento global terrestre está sendo causado pelas alterações verificadas no Sol". Afirmou ainda que tanto Marte como a Terra, através das suas histórias, têm conhecido idades de gelo periódicas e simultâneas!!!

    A NASA tem observado também tempestades maciças em Saturno que indicam alterações do clima que estão acontecendo naquele planeta.

    O telescópio espacial Hubble, da NASA, tem registado alterações climáticas maciças em Tritão , o maior satélite lunar de Netuno. Tritão, cuja superfície já foi constituída por amônia congelada, roda agora envolto em gás.

    A Associated Press relatou que os satélites meteorológicos que medem a temperatura solar registram um aumento da sua temperatura, significando tambêm um aumento das emisões radioativas que chegam aos planetas.

    O London Telegraph noticiou em 2004 que o aquecimento global era devido ao aumento da temperatura solar, que é a mais alta deste milênio. Esta conclusão foi obtida em investigações conduzidas por cientistas alemães e suíços que afirmaram ser o aumento da radiação solar a causa das alterações climáticas.

    Claude Allègre, cientista francês de renome (ex-ministro da Ciência), que foi um dos primeiros cientistas a chamar a atenção da opinião pública para os perigos do aquecimento global, há 20 anos, afirma atualmente que:
    "Existem provas crescentes de que a principal causa do aquecimento global é originada por fenómenos da Natureza".
    "Não existem quaisquer bases para afirmar, como faz uma maioria espalhafatosa, que a 'Ciência do aquecimento global está pronta'".
    Claude Allègre está convencido que o aquecimento global é uma variação natural e não vê na ameaça anunciada de "grandes perigos" mais do que enormes exageros.

    Também recentemente, o presidente da República Tcheca, Vaclav Klaus , ao falar sobre o relatório do IPCC (Intergovernmental Panel on Climate Change), aprovado em Fevereiro de 2007 pela ONU considerou que
    "O aquecimento global é um falso mito como já dizem muitos cientistas e pessoas sérias."
    "Não é correto consultar o IPCC."
    "O IPCC não é uma instituição científica: é uma organização política, uma espécie de organização não-governamental de cor verde."
    "O IPCC não é um fórum de cientistas neutros nem um grupo equilibrado de cientistas. São cientistas politizados que atingiram postos relevantes atravês de uma opinião preconceituosa e um objetivo pré-definido."

    Para aqueles que acharam o documentário de Al Gore (político americano de oposição a George W. Bush), muito convincente quanto à hipótese do aquecimento global ser um fenômeno desencadeado pelo Homem com o potencial de matar a todos e acabar com a humanidade, devemos dizer que o filme foi preenchido com gráficos e mapas, de modo a parecer verdadeiro.

    Comecemos por algo indiscutível. Al Gore não é um climatologista, meteorologista, astrônomo ou um cientista de qualquer ramo. Ele é um político e como todos sabemos, os políticos nem sempre dizem a verdade. No entanto, como a popularidade de Al Gore cresceu muito com o recente prêmio da Academia (de Hollywood) pelo seu filme, o tema cresceu em interesse impulsionando um debate acalorado, forçando muitos cientistas a falar e a questionar esta opinião política que agora assume ares de fato consumado.

    Um grupo de cientistas disse recentemente que o conceito do aquecimento global provocado pelo aumento dos gases formadores do efeito de estufa era uma fraude. Afirmam, de fato, que existe uma prova muito tênue para sustentar esta teoria e que as evidências apontam para o aumento da atividade solar como provável causa das alterações climáticas.

    No filme de Al Gore apresenta-se a prova dos cilindros de gelo, retirados da Antártida, como comprovação da teoria de que o aumento da concentração de CO2 é a causa do aumento da temperatura. No entanto, este grupo de cientistas afirma que "períodos mais quentes na história da Terra se deram 800 anos antes do aumento da concentração do dióxido de carbono", significando que o crescimento da concentração se atrasa em relação ao da temperatura. Isto é, as emissões naturais crescem com um atraso de 800 anos em relação ao aumento da temperatura. Ou seja, é mais provável que o atual nível elevado de CO2 reflita o aquecimento global do século XIII, época da colonização da Groenlândia, do que seja o prenúncio de um novo aquecimento.

    O grupo salienta também que "após a Segunda Guerra Mundial verificou-se um aumento significativo de emissões de dióxido de carbono, acompanhando a explosão econômica da reconstrução europeia e, contudo, a temperatura média global baixou durante cerca de quatro décadas seguidas, a partir de 1940."

    Chamam ainda a atenção para o fato de a ONU (IPCC) reivindicar a participação de 2000 cientistas de primeira linha na redação do relatório editado em Fevereiro de 2007, o que é uma fraude, quando se sabe que a lista contém nomes de cientistas que pediram para serem excluídos dela por não estarem de acordo com as conclusões apresentadas publicamente.

    Um artigo do Washington Times, publicado em 12 de Fevereiro de 2007 discute como os céticos do Aquecimento Global são tratados como "párias" . O artigo começa com a frase "Os cientistas céticos das teorias do aquecimento global dizem que são cada vez mais alvo de ataques por apresentarem visões que contrariam a noção de que o efeito de estufa possa possuir causa antropogénica". É citado um exemplo deste gênero ao referir a história de um climatologista do Oregon que foir exonerado de suas funções pelo Governador ao falar publicamente contra as causas invocadas do aquecimento global.

    A maioria dos céticos não afirma que o aquecimento global não esteja acontecendo. Eles discordam apenas quanto às causas. Mesmo assim são chamados de traidores.

    Apesar de tudo, um estudo financiado pela NASA em 2003 afirma que "alterações no ciclo solar e a radiação solar são reconhecidas como causas possíveis de mudanças do clima na Terra, a curto prazo".

    Numa enxurrada de cientistas falando contra o filme de Al Gore, o Professor Bob Carter, do Laboratório de Geofísica da Marinha Australiana, afirmou publicamente que
    "Os argumentos circunstanciais de Al Gore são tão fracos que chegam mesmo a ser patéticos."
    "É simplesmente inacreditável que tenham, juntamente com todo o filme, atraído atenção do público".

    O Prof. Carter, falando sobre Al Gore e a sua cruzada pessoal, disse ainda
    "O homem é um embaraço para a ciência dos EUA e os seus muitos assessores, que esconderam-se no anonimato, mas são sobejamente conhecidos, ensinaram-lhe apenas junk-science (lixo científico) para a sua cruzada de propaganda".

    Parece inquietante que políticos estejam demasiado ansiosos para agarrar neste mito do aquecimento global antropogénico a fim de nos tornar receosos e culpados. Culpados bastante para o desejarmos mudá-lo e receosos bastante para abdicarmos da nossa liberdade e submetermo-nos a despesas financeiras maciças a fim de fazer o que eles pretendem.

    Deste modo, esta mentira empurra-nos para aceitarmos mais gastos de dinheiro e para aceitarmos governos maiores e mais fortes. É, na realidade, uma mentira conveniente para aqueles que querem exercer o controle da nossa vida e do nosso dinheiro."


    Andrew Marshall
    leia o texto completo no original, e sem esta minha sofrível tradução, em
    http://globalresearch.ca/index.php?context=viewArticle&code=20070315&articleId=5086

    Tem também este programa da BBC:
    The Great Global Warming Swindle


    Termino citando a Henry Louis Mencken:
    “O objetivo da política é o de manter o público apavorado (e a clamar por proteção) com ameaças de uma série infindável de demônios, todos imaginários.”

  • 6.3.07

     

    GRÊMIO STADIUM


    Não existe assunto mais importante. O novo estádio do Grêmio é um projeto que mexe com o imaginário de todos os gaúchos. Nós, gremistas, sonhamos com o palco perfeito. Os colorados variam entre a inveja velada e um tom de indiferença curiosa, que apenas salienta a magnitude do que será esta obra. Com as primeiras imagens do primeiro ante-projeto podemos finalmente opinar sobre nossa futura casa. Vamos lá...


  • 7.2.07

     

    DÈJÁ VU


    Dizem que assistir um filme de Denzel Washington é uma tranqüilidade.

    Já entramos no cinema com a certeza de que ele vai prender o criminoso.
    Não só isso, nossa confiança em Denzel é total.

    Temos de antemão a crença que o crime será solucionado,
    que o "bad guy" será punido na proporção exata de sua culpabilidade,
    e a justiça será feita com tamanha precisão que nossa impressão será de ter percebido uma oscilação na ordem universal das coisas,
    mas Denzel a colocará nos eixos novamente.


    Em Dèjá Vu, no entanto, Denzel se supera.

    Neste filme ele mata o terrorista em um passado próximo,
    antes do crime ser realizado!!!
    E ainda por cima revive 594 vítimas que já haviam morrido.

    Um feito supremo!

    Este, nem Chuck Norris faria melhor...